Identificando endereços problemáticos pelo CEP – Parte III

Na primeira parte deste artigo vimos regras simples para filtrar endereços com algum tipo de problema que pode causar erro no processamento dos mesmos pelos Correios. Endereços com:

  1. CEPs terminados na faixa de numeração de 960 a 969
  2. CEPs terminados em 999 ou entre 970 e 989
  3. CEPs terminados entre 990 e 998
  4. CEPs com menos de 8 dígitos

No segundo artigo da série foi visto o caso dos: CEPs fora de faixa por UF. Agora veremos com melhorar esse filtro, verificando CEPs fora de faixa por localidade. Se a verificação pela UF não traz grandes problemas, afinal são apenas 27 unidades e 30 faixas de CEP, no caso de localidade a coisa complica um pouco. O Correio atualmente lista 10.509 localidades (distrito, povoado, município ou região administrativa) com CEP no país, sendo que 371 municípios possuem CEP por logradouro. As demais localidades possuem um único CEP ou eventualmente CEPs de caixa postal, ou unidades do correio, que vimos no primeiro artigo desta série. A titulo de exemplo temos abaixo as localidades de Roraima, que possui apenas a capital com CEP por Logradouro

UF Localidade tipo cep cep_inicial cep_final
RR ALTO ALEGRE M 69350000    
RR AMAJARI M 69343000    
RR BOA VISTA M   69300001 69339999
RR BONFIM M 69380000    
RR CANTA M 69390000    
RR CARACARAI M 69360000    
RR CAROEBE M 69378000    
RR IRACEMA M 69348000    
RR MUCAJAI M 69340000    
RR NORMANDIA M 69355000    
RR PACARAIMA M 69345000    
RR RORAINOPOLIS M 69373000    
RR SAO JOAO DA BALIZA M 69375000    
RR SAO LUIZ M 69370000    
RR UIRAMUTA M 69358000    
RR SANTA CECILIA D 69395000    
RR FELIX PINTO D 69397000    
RR TABOCA D 69399000    
RR NOVO PARAISO D 69365000    

Uma tabela excel com a lista completa pode ser obtida em: CEP por Localidade. Além da quantidade de localidades a serem verificadas temos agora o problema da grafia na hora de digitar o nome de cada uma, lembrando que numa comparação simples um espaço ou letra a mais, um S em lugar de um Z fazem toda a diferença. A melhor solução para isso é forçar uma regra de validação nos processos de entrada de dados que aceitem apenas os nomes padronizados na tabela acima, em conjunto com a verificação se o CEP esta numa faixa válida. Caso isso não seja possível ainda temos a possibilidade de separar os registros que não possuam um dos CEPs únicos listados ou estejam fora das faixas válidas. Apesar de não oferecer o melhor resultado, já vai eliminar os casos mais gritantes. Outra forma de melhorar a qualidade desses dados é fazer manutenções off-line, um programa pode gerar uma lista com os nomes de localidade e UF que não conferem coma lista padrão, verifica-se a correção necessária e aplica-se a mesma em lote para todos os endereços com o mesmo problema. Ainda no exemplo de Roraima, endereços com a cidade de SAO LUIZ estão corretas para a UF RR, mas não para a UF MA onde o nome da capital é grafado com S (SAO LUIS) e possui CEP por logradouros. A verificação de CEP por localidade ainda possui mais um detalhe, ao longo do tempo o Correio esta codificando novas cidades com CEP por logradouro, quando isso ocorre o CEP único é cancelado e deve-se passar a utilizar a faixa de CEP válido, assim a tabela de referência deve ser atualizado no mínimo anualmente. Para o próximo e último artigo desta série veremos a última verificação possível de ser feita com a informação do CEP. (publicado originalmente no site administradores.com.br)

Share